quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

QUEM É JESUS?



A graça e paz do nosso Senhor Jesus Cristo, caros e amados irmãos eu tenho muito que agradecer- vos por sempre estarem acompanhando este trabalho que tenho realizado.


Bom! Hoje eu quero falar sobre Jesus. Difícil é não falar dEle e glória a Deus por isso, como igreja não devemos nos calar, por nada neste mundo. Antes de iniciarmos quero que me responda algo, alguma vez você já se perguntou “Quem é Jesus?”. Seja homem ou Deus, quem é Jesus para você?


Leia comigo em Mateus 16:13 – 14

“13 E, chegando Jesus às partes de Cesaréia de Filipe, interrogou os seus discípulos, dizendo: Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?

14 E eles disseram: Uns, João Batista; outros, Elias, e outros, Jeremias ou um dos profetas.”

Jesus andando com os seus discípulos por uma região chamada de Cesaréia bastante distante, noroeste de Israel. E durante a caminhada Jesus se volta aos seus 12 e lhes pergunta o que o povo diz ser Ele. O mais interessante aqui é que Jesus pergunta sua identidade, não a identidade que Ele sabia ter, mas Jesus queria saber mesmo o que o povo lhe atribuía, o que diziam sobre ele. E é nesse ponto que algo me chama a atenção, quando nos relacionamos com uma pessoa, nós não nos relacionamos com ela pela identidade que ela tem mas sim a que damos para ela e por isso mesmo que Jesus faz esta pergunta.


Logo mais a frente vemos a resposta dos discípulos – “Dizem ser profeta. Profeta como Elias, Jeremias ou mesmo João Batista” – E o mais interessante não é o povo dizer ser Jesus um profeta, mas quem eles usaram para o comparar, disseram: Elias, Jeremias e João Batista. Na colocação do povo vemos algumas coisas interessante, uma delas é o fato de o povo comparar Jesus com profetas, onde podemos dizer, profetas “duros”, homens que levaram Israel pensar seriamente na sua conduta, no seu chamado por parte de Deus. E como sabemos o povo errou ao atribuir o status de profeta a Jesus.


Em relação ao que o povo diz ser Jesus, através da resposta dos discípulos vemos um comportamento peculiar. Bom, para eles não fazia diferença nenhuma quem era de fato Jesus mas sim o que Ele poderia fazer, como – “Será que Ele poder curar minha enfermidade? Será que este homem chamado Jesus pode ressuscitar meus mortos? Será que Ele pode multiplicar o meu dinheiro?” – entre muitas outras colocações.


Ali naquele momento está inaugurada uma igreja específica, em outras palavras chamamos ela de a “igreja da multidão”. Uma igreja onde não se preocupa com quem é Jesus de verdade, mas sim o que Ele pode fazer, como na colocação acima. Pessoas preocupadas com o seu próprio “eu” e querem por tudo tirar o que puderem de Jesus, como se fosse uma embalagem descartável quando o produto acabada esprememos até não haver mais nada e aí a jogamos fora e vamos em busca de outra fonte e assim sucessivamente num ciclo.


Bom, voltando a Palavra de Deus, diante da resposta dos discípulos Jesus não responde nada, mas novamente pergunta agora dessa para os seus discípulos quem Ele era. E logo de imediato Pedro responde no versículo 16 ele diz:

“16 E Simão Pedro, respondendo, disse: Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo.”

Pedro, rápido responde a pergunta a Jesus com esta resposta que nesta altura do campeonato, por assim dizer, mais do que correta. Pedro era um homem comum e o próprio Jesus no próximo versículo diz a ele em outras palavras o seguinte “Pedro, você é um homem feliz e não foi a sua inteligência e nem tão pouco a sua perspicácia que o convenceu disso, mas sim o meu Pai” – A resposta de Pedro supera a do povo, mas não vai muito além disso. Entretanto, há algo por trás da simples resposta de Pedro.


Quando ele diz que Jesus é o Cristo, o escolhido que veio para nos libertar ele está dizendo que Jesus é o próprio Deus que se fez carne para nos libertar. Pedro afirma que Jesus é o libertador, mas por de trás da sua resposta está nos dizendo que Jesus é o ungido, mas não um mero libertador, Jesus é na resposta de Pedro o próprio Deus que veio em carne e osso para nos libertar.


E aqui vemos a outra igreja, a igreja dos discípulos, a igreja de pessoas que sabem quem é Jesus. Porque afinal de contas, de um líder nós o seguimos, de um chefe nós o obedecemos, de um profeta nós ouvimos, de um mestre a gente aprende, mas... de um DEUS! Não há o que dizer, somente o adorar. Vemos isso na resposta de Pedro, ele cria ali um novo relacionamento com Deus, o relacionamento de adorador, porque se Jesus é Deus e se Deus está em Jesus só nos resta o adorar e mais nada.


No versículo 18, Jesus diz:


“18 Pois também eu te digo que tu és Pedro e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela.”

Se você pensa que esta “pedra” é Pedro, sinto muito mas você se enganou, como em Efésios 2:20-22, onde diz exatamente que a “pedra’ é Jesus assim como Pedro disse. Então o que é realmente a igreja de Jesus? É simplesmente a reunião de pessoas que estão sobre está pedra, que verdadeiramente tomaram para si conscientemente que Jesus é o próprio Deus que veio em carne e osso para nos libertar. Assim não importando mais nada a não ser adorar a Jesus, como verdadeiros adoradores.


Mas você me pergunta –“ Como é adorar a Jesus?” – a palavra adorar quando nos referimos a Jesus é o mesmo que imitar. Assim como Paulo diz em I Co 11:1

“1 Sede meus imitadores, como também eu, de Cristo.”


Adorar a Jesus não é você montar uma banda, um ministério de louvor, mas sim na simplicidade do seu louvor adorar a Ele com todo o seu coração. As pessoas que adoram a Jesus são aquelas que o imitam. E todo aquele que olha para Jesus como para um espelho e deseja ser parecido com Ele, isso soa ao Espírito de Deus como uma oração e o próprio Espírito satisfaz esse desejo do nosso coração nos tornando a cada dia semelhante a Ele, a Cristo Jesus o nosso Salvador, que hoje é vivo. Amém!

Ass.: Múcyo Alexandre.


A CHAVE PARA IR ALÉM ESTÁ NA "ADORAÇÃO A JESUS"

DIGA- ME: QUANDO VOCÊ SEPARA UM MOMENTO PARA

ADORAR A jESUS O QUE FAZ DURANTE ESSE TEMPO? PENSE NISSO!

QUERO COMPARTILHAR ESTE LINDO VÍDEO COM VOCÊS







Um comentário:

Barbara Góes disse...

Olá, sou Barbara Goes, supervisora de conteúdo do portal Gospel+ (www.gospelmais.com.br).

Olhando seu blog percebi que temos o objetivo mútuo de servir a Deus e ajudar os irmãos em cristo com conteúdo edificante que os ajude a se informar sobre o mundo cristão. Por termos o mesmo objetivo creio que podemos trabalhar juntos e servir cada vez mais e melhor ao nosso Pai.

Por isso gostaria de pedir que colocasse um link simples para o Gospel+ (endereço: www.gospelmais.com.br) na lateral de seu blog e assim nos ajudar a continuar servindo a Deus.

Como não cobramos pelos serviços prestados ao povo de Deus, nós vivemos de reconhecimentos e ajuda de outros. Por isso que pedimos como irmãos em cristo essa simples ajuda.

Que o Pai te abençoe.

Att.